Postagens

Mostrando postagens de Março 9, 2017

Moonlight, de Barry Jenkins

Imagem
Por Pedro Fernandes


É bem possível que Moonlight fique lembrado como o filme do imbróglio com a entrega do prêmio final do Oscar de 2017. Todos apostavam que La La Land, o anunciado como Melhor Filme que concorria ao maior número de indicações, fosse sim o ganhador. Desde quando o cinema se apegou em falar de si que interessados em arrancar premiações têm apostado em produções redondas cuja grande estratégia é reverter o alto investimento. Apesar de quisto pela crítica, todos se sentiam melhor inclinados pela remontant de musical. Prefiro acreditar que era por pura catarse, embora saiba que os imperativos da constante ideológica nunca me permitam crer que era só o encanto o que movia as reiterações da crítica.
As razões para tanto não estão em La La Land. Estão em Moonlight. E se o contexto político nos Estados Unidos fosse outro ou se o discurso de Meryl Streep no Globo Ouro não tivesse ganhado a adesão de Hollywood dificilmente teríamos a surpresa que tivemos em ver este filme na g…