Postagens

Mostrando postagens de Abril 8, 2016

Oscar Wilde, poeta

Imagem
Por Jésus Munarriz


O irlandês Oscar Wilde começou e terminou sua carreira literária como poeta. Se primeiro livro, com o sensível título de Poemas, foi publicado em 1881 quando tinha só vinte e sete anos, e o último, Balada do Cárcere de Reading, em 1898, dois anos antes de sua morte. Entre ambos, está o restante de sua obra: um romance, novelas, peças de teatro, os primeiros tateios e fracassos, o fulgurante deslumbramento do triunfo, o demolidor processo, a prisão, o exílio. Uma carreira meteórica cujo zênite dura apenas cinco anos, os que vão da publicação de O retrato de Dorian Gray, em 1891, à A importância de ser Ernesto (ou “de ser sério”: The importance of being Ernest) em 1895, que é também o ano de seu processo. Nesses cinco anos, Wilde teve tudo e perdeu tudo.  E a poesia, sua primeira vocação, foi a que lhe permitiu expressar e condensar no fim de tudo as terríveis experiências pelas quais passou na sua queda.
Depois de apresentar algumas composições em revistas, a antolo…