Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 29, 2016

A garota dinamarquesa, de Tom Hooper

Imagem
Por Pedro Fernandes


Há algum tempo, numa das notas sobre filmes, escrevi uma observação um tanto óbvia até mesmo para espectadores comuns como eu que o melhor ator não é aquele que falseia o visual entre o truque de ganhar ou perder peso, como tem sido moda corrente, para citar um exemplo, mas abandona o que há de pessoal e torna existente o ser ficcional.
Das produções mais recentes, de algumas que consigo me reportar agora, fiquei com essa impressão depois de ver O discurso do rei, O jogo da imitação, A travessia e A garota dinamarquesa. Neste último, o motivo dessas notas, Eddie Redmayne, que já havia demonstrado ter o talento natural de se camuflar noutras figuras em A teoria de tudo, outro título que é possível de acrescentar entre esses poucos que a memória me traz nesta ocasião, incorpora outra figura histórica, a da dinamarquesa Lili Elbe, que nasceu Einar Wegener, e que foi uma das primeiras na história médica a submeter-se a uma cirurgia para correção de sexo. Foi como Eina…