Postagens

Mostrando postagens de Outubro 7, 2015

Nobel 2015: algumas proposições

Imagem
Por Alfredo Monte
«Estamos aqui. Interrogamos símbolos persistentes. É a hora do infinito desacerto-acerto.
O vulto da nossa singularidade viaja por palavras matéria insensível de um poder esquivo.
Confissões discordantes pavimentam a nossa hesitação. Há uma embriaguês de luto em nossos atos-chaves.
Aspiramos à alta liberdade um bem sempre suspenso que nos crucifica.
Cheios de ávidas esperanças sobrevoamos e depois mergulhamos nessa outra esfera imaginária.
Com arriscada atenção aspiramos à ditosa notícia de uma perfeição especialista em fracassos.
Estrangeiros sempre agudamente colhemos os frutos discordantes»
(Ana Hatherly)

Depois do impacto que teve para mim a leitura de Wislawa Szymborska e Ivo Ándritch, desejo de coração que o Nobel deste ano mais uma vez seja concedido a algum escritor de que nunca se ouviu falar, de uma língua minoritária, o que geralmente irrita os comentadores (pois como vão recorrer a informações e resenhas já mastigadas e prontas para a prensa?; como ficam…