Postagens

Mostrando postagens de Setembro 29, 2015

Sylvia Plath, uma (ou a única) no extenso catálogo de mulheres de Ted Hughes

Imagem
Sylvia Plath nasceu em Boston em 1932 e morreu em Londres em 1963. É, sem dúvidas, uma das figuras mais emblemáticas da poesia anglo-saxã do século XX, e autora de uma obra há muito conhecida do leitor brasileiro que dispõe de constante reedições de sua obra, seja os poemas, seja seu único romance, A redoma de vidro (Biblioteca Azul / Globo Livros). Poeta condicionada a se tornar mito devido sua torturada existência, a mesma que a levaria colocar um fim aos 30 anos introduzindo a cabeça no forno da cozinha.
Filha de um entomólogo de origem alemã e de uma professora de alemão descendente de imigrantes austríacos foi educada num ambiente familiar austero, marcado pela morte repentina do pai, acontecimento tornado mais tarde uma constante em sua obra poética. E começou a escrever muito precoce: aos oito anos já mandava poemas para revistas literárias e dizia que sua futura vocação era conseguir bolsas de estudo para viajar e estudar na Europa, escrever livros de poemas, ser professora d…