Postagens

Mostrando postagens de Agosto 18, 2015

Teus pés toco na sombra, de Pablo Neruda

Imagem
Pablo Neruda sai da tumba
Por Manuel Vilas


A publicação do livro Teus pés toco na sombra e outros poemas inéditos, de Pablo Neruda, levam-me a reflexões que espero sejam do século XXI e não do século XX. A primeira que ninguém atenta é que Neruda é uma marca. O segundo é que uma marca não pode deixar de produzir pelo fato de que o fundador da empresa está morto. O terceiro é que a ideia de “obra inédita não publicada em vida do autor” tem que ser reformulada.
Na verdade, Pablo Neruda, assim como Cervantes, Shakespeare ou Dante, é inédito e seguirá sendo inédito para a maioria das pessoas. Poderia reeditar-se Residência na terra sob as mesmas premissas: aparece um livro inédito de Pablo Neruda intitulado Residência na terra, magnífico título, e para noventa por cento dos quinhentos milhões de falantes do espanhol seria uma notícia aceitável. A doença do livro inédito pertence aos fetichismos da alta cultura, mas são irrelevantes para o leitor popular. O que não é irrelevante é a necess…