Postagens

Mostrando postagens de Agosto 7, 2015

A poesia reflexiva e existencial de Paulo Lima

Imagem
Por Thiago Gonzaga


Quanto mais verdadeiro, mais poético. Novalis
O famoso escritor argentino Jorge Luis Borges disse certa vez que, dos diversos instrumentos que o homem usa, o mais assombroso é, sem dúvida, o livro. Para o renomado escritor, o livro é uma espécie de extensão da memória e da imaginação. Retomo o pensamento borgiano depois de ler o livro O ser e a existência  do poeta Paulo Lima.
Objeto artístico de muita qualidade visual, a obra contém poemas ateados de modo significativo, ambientados em cenários poético-fotográficos de lugares fantásticos, por onde o autor viajou e registrou através de suas lentes, numa poesia impregnada de lembranças de um mundo visto e vivido, uma poesia quase imagética ou, diria, que se funde à imagem.
O ardor do escritor pelos versos e pela fotografia o influencia profundamente e isso está registrado num livro riquíssimo de beleza visual, com versos repletos de sonhos e vida, e que em alguns momentos revelam certo teor bucólico. Há na obra referê…