Postagens

Mostrando postagens de Junho 26, 2015

Histórias de livros recusados

Imagem
Era um dia gelado de 1996 e Tristan Egolf, descalço, tocava um blues acompanhado com violão, na Pont des Arts de Paris. Uma jovem observou que tinha os pés roxos pelo frio e o convidou para tomar um café. Tristan, entre outras coisas, lhe contou que havia escrito um romance; nos Estados Unidos  o livro havia sido recusado por setenta e quatro editoras. A jovem era Zina Modiano, uma das filhas do escritor galardoado com Prêmio Nobel em 2014, quem depois de ler o manuscrito de Tristan levou-o ao seu pai, menino mimado da Editora Gallimard, que decidiu publicá-lo.
O livro se chamava O proprietário do curral (trad. livre a partir do título em espanhol El amo del corral) e foi um sucesso no mundo inteiro (Egolf se suicidaria com um tiro na cabeça em 2005, mas Modiano não tem nada a ver com isso). Dois anos depois, Camilien Roy, um autor canadense nascido em 1963, publicou A arte de recusar um romance. O livro é um exercício de estilo muito à Raymond Queneau; nele são compiladas noventa e…