Postagens

Mostrando postagens de Agosto 1, 2014

"O amor nos tempos do cólera", de Gabriel García Márquez

Imagem
Por Rafael Kafka


Sendo fã dos dois escritores em um nível difícil de mensurar, diria que pelo que escreveu em seu grande ensaio feminista Simone de Beuavoir amaria o texto de Gabriel García Márquez, tido hoje como um de seus romances mais bem escritos: O amor nos tempos do cólera. Seja pelo nível da escrita, seja pela forma de abordar o mais universal de todos os temas humanos: o amor.
O romance conta de forma bastante interessante a construção de um tipo bizarro de triângulo amoroso que dura mais de cinquenta anos. Um tipo bizarro, pois não se converte em um triângulo propriamente dito como esses existentes nas mais melosas novelas mexicanas. O que temos é um amor deixado de lado, logo depois sendo substituído por outra relação, essa ao contrário da primeira bastante duradoura.
O amor deixado de lado é um amor juvenil surgido entre Florentino Ariza, uma espécie de funcionário estágio do correio da cidade onde a história se passa, e Fermina Daza, filha de um rico decadente, cheia de b…