Postagens

Mostrando postagens de Julho 10, 2014

Joãozinho Malvadeza

Imagem
Por João Ubaldo Ribeiro



Acho que a Copa enseja a confissão de um pecado longínquo, na minha carreira futebolística, defendendo as cores do Flamenguinho do Rio Vermelho, do São Lourenço de Itaparica e de outras agremiações menos renomadas. Zagueiro de recursos discutíveis, mas bom de carrinho, chutão e reclamação com o juiz, recebi do técnico Hélio Gaguinho a alcunha de Delegado, pelo meu “efi-ficaz po-policiamento da-da gran-grande área”.
Deu-se que, com o outro time jogando pelo empate, estávamos disputando a final do campeonato do Rio Vermelho e o gol não saía. Aí pelos 30 minutos do segundo tempo, Gaguinho me instruiu para ir ao ataque e tentar aproveitar os cruzamentos de Toninho Seminarista. Cumpri a determinação, mas não achei a bola em nenhum dos cruzamentos. Gozila, o goleiro deles, que lembrava o Dida, só que maiorzinho, catava tudo. Gaguinho me chamou de novo e mandou que, quando o goleirão fosse subir, eu pisasse nos pés dele.
Não discuti. Era só entrar na pequena área e e…

Pablo Neruda

Imagem
Há um fosso que nos separa da literatura produzida na América Latina – há muito que observamos isso – embora, vejam a contradição, se circule por aqui tanto de literatura estrangeira, mas vêm sempre aquelas de lugares longínquos. A obra de Pablo Neruda, embora seja um dos maiores poetas de língua espanhola, apesar de alguma circulação por aqui, por exemplo, não tem uma recepção devida. Isso tem seus resquícios ainda do período que no Brasil se impôs a cortina de ferro para circulação de nomes em que fosse comprovada sua relação com o comunismo. E durante largo tempo a crítica deteve-se em avaliá-lo, erroneamente, só por esse ângulo. Há exceções. No New York Times, por exemplo, John Leonard declarou que Neruda foi um Whitman da América do Sul.
O nome Pablo Neruda veio do pseudônimo com que assinou seus primeiros poemas ainda no início da adolescência; depois de fazer sucesso com ele, passou a ser um substituto quase oficial. Sim, porque ninguém irá conhecê-lo como Neftalí Ricardo Reys B…