Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 26, 2013

Todos nós adorávamos caubóis, de Carol Bensimon

Imagem
Por Pedro Fernandes



“Todas as ótimas ideias já pareceram más ideias em algum momento.” A afirmativa é da narradora de Todos nós adorávamos caubóis, o mais recente livro da escritora gaúcha Carol Bensimon que há dois anos publicou uma antologia de contos – Pó de parede – e um ano depois seu primeiro romance, Sinuca embaixo d’água. O primeiro título, que foi decerto, o de revelação da autora, tem um rico ensaio de escrita que reinaugura promessas no segundo e rui, que não seja em definitivo, nesta terceira tentativa. Se o título nos sugere uma ótima ideia, a sugestão é desfeita não em algum momento, mas em toda tentativa de romance; uma ótima ideia, repito, mas que aponta para uma má ideia (afinal, o que sugere um termo como este Todos adorávamos caubóis?) e finda, se confirmando como tal: um texto com faro comercial e que pouco se aventura esteticamente, pedindo a todo instante uma fuga desse status medíocre e mais um tempo de maturação.
De modo que, são necessárias algumas respostas p…