Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 27, 2013

Claraboia, de José Saramago

Imagem
Por Pedro Fernandes


Resisti ao livro durante dois anos. Editado em 2011 no Brasil pela Companhia das Letras e desde então já  na minha prateleira de quase todos os livros de Saramago, digo que não fui eu quem venceu Claraboia, mas Claraboia que me venceu. Resisti o quanto pude por uma razão sincera já confessada tantas vezes ao longo desses dois anos entre os mais próximos.Sei que o bom da leitura é sim o da releitura e alguns romances do escritor já me passaram pelas mãos em releituras pelo menos seis, sete vezes (sem exageros, porque nada mais natural para quem se dedica estudar a obra de um determinado escritor); mas pensar em entrar na livraria e não saber que dali em diante não chegará mais novidades do seu autor favorito é um vazio e tanto. Sei que há planos ainda de que até o fim desse ano seja editado as poucas cinquenta páginas escritas para o romance que Saramago planejava escrever depois de Caim. Infelizmente o plano não se cumpriu – e se a escrita vence a morte, não é caso…