Postagens

Mostrando postagens de Setembro 4, 2012

Os desenhos de Manoel de Barros

Imagem
Já tem alguns anos que o diretor Pedro Cezar filmou Só dez por cento é mentira, filme que descobri já algum tempo, mas ainda não tive oportunidade de vê-lo. Está, desde então, na extensa lista dos que preciso assistir. O filme é um trabalho em torno da vida a partir da obra do poeta Manoel de Barros; o título, aliás, é aproveitamento de uma famosa frase sua.
É fato que não irei comentar sobre o filme, se ainda não o vi. Mas, retomo ele, porque foi a partir da sua descoberta, que descobri Manoel de Barros desenhista. Sim, o poeta é um desenhista. Já usei esta frase noutra ocasião: quando se publicaram, encartados à quinta edição do caderno-revista 7faces, os desenhos de outro poeta, os de Márcio de Lima Dantas. E retomo a ideia que elaborei para o texto de prefácio dessa publicação: se o trabalho do poeta está em resignificar a palavra, também, parece essa a função que se preserva quando se põe à arte de desenho. Talvez não seja isso um ofício de poeta, mas da própria arte que requer…