Postagens

Mostrando postagens de Julho 12, 2011

Miacontear - O caçador de ausências

Imagem
Este conto retoma aquele fio do fantástico instalado em narrativas como O homem cadente. Como a história de O peixe e o homem,que o tom anedótico sustenta uma narrativa de pescador, em O caçador de ausências novamente esse tom é o que sustenta a armação do texto assemelhando-se a uma historieta das muitas contadas por caçadores. O narrador tem com Vasco Além-Disso Vasco - nome que reitera possível significação na ordem dos grandes navegadores - uma enorme quantia em dinheiro a receber. A narrativa nasce da sua ida um dia à casa do mal-pagante a fim de receber os devidos. Descobre que Florinha, mulher de Vasco e com quem o narrador já se 'enrabichara' certa vez, fugiu de casa e, por esse motivo, está Vasco incomunicável, ausente de si, não quer contato com ninguém de tão mergulhado na tristeza.
O fato é suficiente para desencadear na personagem a inauguração de um trajeto mato adentro, à procura não se sabe de quê, se de uma tranquilidade para acalmar-lhe os nervos de vítima …