Postagens

Mostrando postagens de Junho 8, 2011

2 poemas de Clarice Lispector por Benjamin Moser

Imagem
Ainda há muita coisa a se descobrir sobre Clarice Lispector. Vendo a entrevista do seu mais recente biográfo, o americando Benjamin Moser, autor de Clarice, ele disse ter escrito pouco mais duas mil páginas acerca da escritora brasileira, das quais aproveitor pouco mais de seiscentas. Fato é que, revendo o blog da Cosac Naify, editora pela qual saiu a biografia em questão, encontro uma face de Clarice pouco conhecida do público e que Moser revela como sua face poética. Gostei tanto que tomei a liberdade de transcrevê-los para este espaço.
A mágoa,
Os telhados sujos a sobrevoar
Arrastas no vôo a asa partida
Acima da igreja as ondas do sino
Te rejeitam ofegante na areia
O abraço não podes mais suportar
Amor estreita asa doente
Sais gritando pelos ares em horror
Sangue escoa pelos chaminés.
Foge foge para o espanto da solidão
Pousa na rocha
Estende o ser ferido que em teu corpo se aninhou,
Tua asa mais inocente foi atingida
Mas a Cidade te fascina.
Insiste lúgubre em brancura
Carregando …