Postagens

Mostrando postagens de Março 1, 2011

Um dia de chuva, de Eça de Queiroz

Imagem
Trata-se de um achado do escritor português. O conto ganha sua primeira edição independente em  livro. E vem alagado (para usar um termo afluente da ideia-chuva) por um conjunto de 15 ilustrações do desenhista Eloar Guazzelli. Um dia de chuva é uma pequena obra-prima, assim opina o professor Antonio Candido, quem escreve a quarta capa da edição.

"O enredo é simples e aponta para uma singela história de amor, encoberta por uma chuva incessante. Escrito perto de sua morte, o autor deixou o texto por terminar, e este aspecto de inacabado é um traço de modernidade que só faz enriquecer sua leitura.

Na história, José Ernesto, um solteirão que mora em Lisboa, vai até uma cidade do Norte de Portugal com o intuito de comprar uma quinta, para fugir da cidade grande. Ao chegar, sucedem-se vários dias de chuva incessante, em que o protagonista conversa com o padre da paróquia local, que também é procurador dos donos da casa, e com o caseiro.

Impossibilitado de conhecer a quinta, José Ernes…