Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2009

Essa segunda língua que supomos

Por Pedro Fernandes

Recentemente esteve pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), onde cursei minha graduação e hoje curso mestrado, a professora Gladis, da Universidade de Tolima, Colômbia. Contava ela na rápida conversa que teve com os alunos do mestrado, dada a extensa agenda de compromissos a cumprir na instituição, que, na Colômbia, os alunos de graduação são todos bilíngues; que em se tratando de mestrado e de doutorado os trabalhos de conclusão dos respectivos cursos, dissertação e tese, devem ser defendidos em versões da língua mãe, o espanhol, e de língua estrangeira, o inglês. O país, entretanto, padece de uma taxa de 70% de analfabetos. Pergunto, de que vale tanto rigor por parte das instituições diante dessa lastimável estatística. Daí, aplica-se bem aquele dito popular de que tudo demais é veneno. Mas, a questão que me leva a essa pergunta está num outro fato: o dela ter mencionado, e mencionado bem, do atual poder de que o Brasil dispõe frente a outros p…