Postagens

Mostrando postagens de Outubro 6, 2008

A alma lírica, a alma passarinha de Mario Quintana

Imagem
O poeta apresenta-se

Nasci em Alegrete, em 30 de julho de 1906. Creio que foi a principal coisa que me aconteceu. E agora pedem-me que fale sobre mim mesmo. Bem! eu sempre achei que toda confissão não transfigurada pela arte é indecente. Minha vida está nos meus poemas, meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse uma confissão. Há! Mas o que querem são detalhes, cruezas, fofocas… Aí vai! Estou com 78 anos, mas sem idade. Idades só há duas: ou se está vivo ou morto. Neste último caso é idade demais, pois foi-nos prometida a eternidade.

Nasci do rigor do inverno, temperatura: 1 grau; e ainda por cima prematuramente, o que me deixava meio complexado, pois achava que não estava pronto. Até que um dia descobri que alguém tão completo como Winston Churchill nascera prematuro – o mesmo tendo acontecido a Sir Isaac Newton! Excusez du peu.

Prefiro citar a opinião dos outros sobre mim. Dizem que sou modesto. Pelo contrário, sou tão orgulhoso que nunca acho que escrevi algo à …

Viridiana, de Luis Buñuel

Imagem
Cineasta anticlerical escandalizou a igreja católica, que considerou a obra um insulto ao espírito do cristianismo
Em 1936, com as condições de trabalho dificultadas pela Guerra Civil, Luis Buñuel deixou a Espanha e foi para o México, onde realizou pérolas como Os esquecidos (1950), O alucinado (1952) e Escravos do rancor (1954). Apenas em 1961, 25 anos depois do exílio, Buñuel pode voltar à sua terra natal, ironicamente convidado pelo ministro da cultura do general e ditador Francisco Franco. O resultado do retorno, Viridiana, chocou tanto o governo e a igreja que Buñuel novamente precisou ir embora - outra vez para o México e, mais tarde, para a França -, e o filme acabou proibido na Espanha por vários anos. Dá para entender: Viridiana é uma pedrada do diretor (que dizia ser ateu, "graças a Deus") no cristianismo e suas contradições. É uma alfinetada na acomodada adesão católica a Franco durante a guerra.
A jovem Viridiana (Silvia Pinal) está prestes a ser ordenada freira …