Postagens

Mostrando postagens de Setembro 4, 2008

Metróplis, de Fritz Lang

Imagem
Ficção futurista critica a exploração do operariado, que na trama vive no subterrâneo enquanto os chefes moram no alto
Apontar Metropólis como a primeira obra de ficção científica da história depende das delimitações que definem o gênero. Mais adequado seria considerá-lo uma "ficção de antecipação", que traça o futuro pessimista para a civilização. Feito em 1926, sua ação se passa no ano 2000.
Menos discutível é a influência que sua estética produziu nos filmes que lhe seguiram e é ainda patente, por exemplo, em Blade Runner (1982), de Ridley Scott, e em Minority Report - A nova lei (2002), de Steven Spielberg. A ideia de uma cidade futurista dividida rigidamente entre dominadores e dominados continua a ser inspiradora. A parte que cabia aos dominados, é uma ideia de mundo infernal no qual os homens, tratados genericamente como operários, executam tarefas desgastantes no subsolo, enquanto no andar superior os donos das fábricas se reservam o direito dos prazeres.
Marca do ex…